podcast

#30 – Fake news, história da comida e refrigerantes naturais

Nesse episódio #30, temos novos quadros e velhas tretas. Eu começo com um giro de notícias, que vai do preço alto da abobrinha até um novo projeto de lei que quer proibir ultraprocessados nas escolas do Rio de Janeiro. No meio desse caminho, ainda deu tempo de desfazer duas fake news: uma sobre estocar comida e outra sobre os fragmentos de arroz. No novo quadro “É ciência ou é opinião?”, a rainha e historiadora Lourence Alves (@lo_nacozinha) joga muitas provocações decoloniais no que a gente entende como comida e agricultura no Brasil. No consagrado “Me engana que eu como”, chegou a hora de emparedar os refrigerantes que se dizem naturais. Pra fechar, eu respondo dúvidas de dois amigos especiais no novo quadro “Botando em pratos limpos”. 

Às terças-feiras a cada 15 dias no ar. Pra comentários e sugestões, escreva pra jornaldoveneno@gmail.com.

FONTES DO EPISÓDIO

No jornal O Globo: reportagem sobre a seca na agricultura.

No Jornal Nacional: reportagem sobre o projeto de lei que proíbe ultraprocessados nas escolas do Rio.

No Estadão: notícia que desmente a fake news dos fragmentos de arroz

Na Folha: notícia sobre o aumento nas vendas do setor de miojo.

Aqui no blog: lista de vegetais da estação.

No Médium: texto da nossa convidada Lourence Alves sobre os fragmentos de arroz.

No Instagram: perfil da Lourence Alves.

Aqui no blog: receita de refrigerante realmente natural.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *